15 novembro 2009

Russa da CP no catálogo 2010 da MTH

WOW! Que momento histórico! Pela primeira vez na história do ferromodelismo, um modelo brasileiro faz parte do catálogo de uma fabricante estrangeira! A "Russa" (apelido que as GE 2-D+D-2 americanas receberam na Cia Paulista de Estrada de Ferro) é uma das locomotivas mais desejadas por ferromodelistas brasileiros, juntamente com as "Vandecas". E agora este sonho se torna realidade pelas mãos da MTH, fabricante de ferromodelos americano.

Em seu catálogo para o ano de 2010, disponibilizado recentemente através da Internet, as "nossas" Russas já aparecem. Segundo Paulo Vitale de Indaiatuba, o responsável por este "furo de reportagem", a locomotiva chegará no mercado em meados de março de 2010. A foto acima mostra a imagem do catálogo: dá para ver o padrão de pintura verde-oliva da CP, embora a legenda indique FEPASA. Claro, um erro. Na imagem também dá pra ver a numeração que elas terão.

Se for um sucesso de vendas, e eu aposto que será, as Russas da MTH terão aberto uma enorme porta para outros fabricantes estrangeiros que poderão explorar as carências do mercado brasileiro. A Frateschi então correrá um risco enorme se não reagir rapida e adequadamente. A MTH está prestes a provar que a Frateschi "cochilou". Mesmo a um preço bem mais alto que os modelos mais caros da Frateschi (cerca de US$400,00 no mercado americano, deve chegar aqui, depois de frete e impostos, a mais de mil reais), a Russa da CP deverá vender muito bem, pois é um item que qualquer colecionar deseja com toda a força de seu coração ferromodelista.

Eu posso até imaginar porque a Frateschi ainda não lançou a sua Russa até agora. Se colocarmos de lado a questão financeira (desenvolver um produto novo é caríssimo), historicamente a Frateschi evita lançar produtos que se restringem a apenas uma ferrovia, mesmo que seja uma CP. Mas o que ela talvez não tenha percebido, infelizmente, é que itens de um naipe de uma Russa, de uma Vandeca, enfim, itens "de colecionador", são objetos de desejo de qualquer ferromodelista, independente de onde ele estaja localizado. Duvido que um colecionador em Pernambuco deixe de comprar sua Russa MTH só porque não houveram Russas por lá. Russa é Russa! A maior locomotiva elétrica que já rodou no hemisfério Sul, um ícone por si só. Se fosse verdade que o ferromodelista consome só o que rodou "em seu bairro", locomotivas de cias americanas e européias jamais venderiam os horrores que vendem por aqui, mesmo custando várias vezes mais que uma Frateschi.

Enfim, espero que a MTH obtenha sucesso nessa "investida" em terras tupiniquins. Esta "concorrência" poderia trazer benefícios sem precedentes para o ferromodelismo nacional.

Catálogo MTH 2010

Para saber onde encomendar sua Russa, consulte nossa lista de lojas de ferromodelismo (ferreomodelismo).

1 comments:

Anônimo disse...

Ou então ... Frateschi compra a MTH (Para 1º de abril de 2011)

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails