18 maio 2010

China: escassez de mão de obra impacta o hobby

Mesmo tendo a maior população do mundo, a indústria chinesa vive uma crise de falta de mão de obra em suas indústrias. A escassez chega a 20% e agora os empregadores oferecem até almoço grátis como tentativa de atrair trabalhadores.

No passado as fábricas chinesas eram tocadas por uma enorme massa de migrantes vindos do interior. Mas depois que o governo distribuiu 500 bilhões de dólares em programas de infra-estruturar - incluindo a construção de ferrovias - as pessoas têm decidido ficar perto de casa.

Guangdong, uma das províncias chinesas mais afetadas, estima uma escassez da ordem de 900.000 trabalhadores. Com um cenário desses não fica difícil calcular o quanto a indústria do hobby será afetada.

De acordo com a CML (uma das maiores fornecedoras de produtos de ferromodelismo para a indústria americana), é normal observar uma escassez de 10 a 15% depois do ano novo chinês. Este ano porém, eles observaram uma escassez de 40%. Alfa Technologies, outra grande fornecedora de marcas americanas, anunciou um aumento de 30% nos preços ligado diretamente à repentina falta de trabalhadores.

Mas a festa dos importados chineses não está ameaçada apenas pela escassez de mão de obra: americanos têm argumentado que o yuan, a moeda chinesa, é artificialmente barata. De acordo com a BusinessWeek, alguns grandes executivos chineses concordam com este pensamento e têm pressionado o governo para liberar a valorização da moeda.

Um yuan mais forte aumenta o poder de compra dos chineses, mas conseqüentemente reduz o poder de compra do dólar. Uma repentina valorização do yuan pode ser catastrófico para as operações de curta margem de lucro na China, possivelmente forçando algumas à falência.

Este foi um resumo livre da reportagem original da Model Retailer Magazine, publicada em 13 de abril de 2010.

0 comments:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails