29 agosto 2009

Locomotiva à vapor 0-4-2ST em TTn30: Introdução

Ganhei tempos atrás uma locomotiva 0-6-0 diesel-hidráulica de bitola padrão na escala Z (Maerklin) e imediatamente comecei a pensar no que poderia fazer com ela, já que não modelo na bitola padrão, muito menos ferrovia estrangeira (a locomotiva é alemã). Depois de muito estudar, rabiscar possibilidades e ensaiar, consegui chegar no desenho acima. Se a miniatura ficar tão legal quanto o desenho, tô no lucro (rs)! É uma locomotiva à vapor 0-4-2ST tipo "fazendeira", do final do século XIX na escala TTn30 (1:120 rodando em bitola de 6,5mm). Pra se ter uma idéia, a loco pronta não deve ficar muito maior que uma moeda de 1 real... A escala escolhida é bem esotérica (seria a primeira TTn30 do mundo?), os desafios serão enormes, principalmente na área das minúsculas braçagens, mas não se pode condenar alguém por tentar :^)

Pretendo ir colocando o progresso da modelagem aqui no blog, da escolha da escala até o modelo final, então fiquem ligados. Pra não correr o risco de perder os posts relacionados, inscreva seu email no campo ao lado ou assine o RSS.

Próximos capítulos:

  • Escolhendo a escala
  • Escolhendo o protótipo
  • Modelando a carcaça
  • Detalhando
  • Pintura
  • Envelhecimento

Se quiser ver outros desenhos (tema variado), visite meu outro blog.

Minitrem.Gostou do que leu? Indique para os amigos!

6 comments:

Marcelo disse...

Atualmente vc ta trabalhando nessa loco?? :)

Alex Leão disse...

Isso mesmo Marcelo.

Anônimo disse...

Alex, estou iniciando no hobby e gostaria de fazê-lo com o pé direito, por esta razão venho lhe pedir alguns conselhos; estou modificando alguns kits de pontes e casas ( montando alguns com "depron"), porém tenho dúvidas quanto a pintura, a pintura com pincel fica boa? (por exemplo na minha ponte tenho que pintar o asfalto na folha de pvc que é branca)é necessário um aerógrafo para ficar uma boa pintura?, tem que ser de ação simples ou dupla ?(simples encontro baratinho no mercado livre), gostaria da sua experi^encia na construção de maquetes para me orientar (e indicações de links com dicas sobre o assunto)e quem sabe um dia eu co9nsiga fazer um trabalho tão bom quanto o seu..abçs

Alex Leão disse...

Olá Anônimo :^)
Bom, pintura em modelismo dependo muito do freguês... rsrsrs. Se o nível de qualidade que você busca for alto, um aerógrafo vai te proporcionar a melhor experiência possível. O de dupla ação é o que recomendo.

Porém há coisas no modelismo que dá pra pintar com pincel sim... asfalto por exemplo é uma delas, pois sua aparência manchada e textura grosseira te permitem a utilização de pincel. Paredes de prédios também podem ser pintadas com pincel, desde que se tome o cuidado para disfarçar as marcas das pinceladas... mas em geral, o melhor acabamento é mesmo o do aerógrafo. Você disse que quer começar com o pé direito? Invista num aerógrafo de dupla ação.

Anônimo disse...

Valeu a ajuda, é ;o dito popular "o barato sai caro" ,"se muito barato desconfie" acho que se aplicam aqui também,pois como vc escreveu; o aerografo de ação dupla é melhor para quem começar com o pé direito... espero em breve poder postar meus trabalhos.

abçs

WWW.MERCADOZETS.COM.BR disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails