04 março 2009

Maerklin continua suas operações sob administração especial

Minitrem.Acompanhe as novidades via RSS ou Email.

Uma tradução livre de notícia publicada no site trains.com em 13 de fevereiro de 2009.

Lá vai:

A fabricante de ferromodelos alemã Marklin continua a fazer trens depois de declarar insolvência em 4 de fevereiro. Um administrador foi indicado para supervisionar a reorganização da companhia de 150 anos.

O administrador, Michael Pluta, disse que já recebeu "uma montanha" de propostas de aquisição da companhia, de acordo com fontes alemãs. Entretanto, vender a companhia pode ser um negócio complicado: só a porção alemã da Maerklin foi incluída na insolvência.

Uma declaração colocada no site marklin.com diz "Marklin, Inc, da América do Norte não foi afetada pela declaração de insolvência e permanece um negócio viável. Produtos para as três marcas Marklin, Trix e LGB serão fornecidas para a Walthers via Marklin, Inc. Peças de reposição, reparos e serviços de garantia continuarão sendo oferecidos para as duas primeiras marcas e serão oferecidas pela primeira vez num futuro próximo para a LGB".

Wm. K. Walthers é o distribuidor norte americano dos produtos Maerklin. O vice presidente de vendas Kevin Copsey diz que o dia-a-dia dos negócios não mudarão. "Tirando um impacto de curto prazo, não esperamos mais nenhum".

A operação hungara da Maerklin, onde grande parte da fabricação é feita, continua legalmente solvente, assim como a holding Eagle Toy. A publicação de negócios Handelsblatt reporta que os copyrights da Maerklin estão sendo mantidos por bancos como garantia.

Uma das primeiras ações de Pluta foi demitir todos os consultores da Maerklin. Fontes dizem que eles custaram à companhia US$51,4 milhões desde que a empresa foi adquirida pela Kingsbridge Capital há três anos.

Members of Märklin's executive team did not appear during the recent Spielwarenmesse Toy Fair in Nuremberg. At the time of the insolvency filing, executive Dietmar Mundil released this statement: "We are determined to restructure our traditional company … using the instruments of German insolvency law and establish it permanently in the market."

Membros do time executivo da Maerklin não apareceram durante a recente feira de brinquedos Spielwarenmesse em Nuremberg. Na época da declaração de insolvência, o executivo Dietmar Mundil soltou esta declaração: "Nós estamos determinados à reestruturar nossa tradicional companhia... usando os instrumentos legais das leis alemãs para insolvência e estabelecê-la permanentemente no mercado".

Minitrem.Gostou do que leu? Indique para os amigos!

0 comments:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails