16 fevereiro 2011

AMFEC: modelando um rio (2ª parte)

Parte 1 | Parte 2

Há algum tempo fiz uma introdução de como estamos modelando um rio lá na AMFEC. Sábado passado comecei a modelar as quedas d'água, corredeiras, espumas e etc. O resultado você confere nas fotos deste post. As fotos não ficaram lá essas coisas (fiz com celular), mas dá pra perceber que o objetivo foi alcançado: realismo.

Depois de encher o leito do rio com resina acrílica, sempre em finas camadas de no máximo 3 mm, usei o "Water Effects" da Woodland Scenic para simular as quedas d'água e a espuma na base delas. Esse material enquanto molhado é branco, com uma consistência pastosa, parecendo cola branca um pouco mais grossa. Ao aplicá-lo na superfície ele fica consistente, como uma pomada ou pasta de dente, então é possível modelar marolas, ondas, espuma, enfim, água corrente, sem que o formato modelado desapareça na secagem, como aconteceria com cola branca.

O Water Effects seca transparente, então depois de seco, usei a técnica do pincel seco (dry brush) para aplicar as nuances brancas na "água" corrente e espuma. Como usei tinta PVA (era o que tinha a mão na hora), o branco ficou fosco. Para contornar o problema e deixar o branco "molhado", eu poderia ter usado um verniz brilhante, uma camada fina de resina acrílica, mas como não tinha nada disso a mão, usei o próprio Water Effects por cima do branco. O resultado ficou melhor do que o esperado.

Ainda falta muita coisa, muita vegetação, mais marolas e ondas no rio, mas é legal ver como aos poucos e com paciência o rio vai ficando com cara de rio mesmo.

E você, como costuma modelar seus rios? Use a área de comentários e deixe seu recado.


Fique agora com mais fotos do último sábado.



1 comments:

Gabriel disse...

Impressionante!!!
Muito o bom o resultado das águas!!!
Parabéns!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails