16 junho 2010

Grassinator Tabajara: Como fazer o seu

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4

Há mais ou menos 2 anos testei na maquete da AMFEC um troço espetacular para maquetes em geral: a grama estática. Ela consiste em fibras sintéticas soltas de coloração verde medindo aproximadamente de 2 a 3mm cada e que fica "arrepiada" na superfície da maquete através do uso da eletricidade estática (por isso se chama "Static Grass" ou "Grama estática"), simulando perfeitamente grama de verdade e adicionando um realismo impossível de se alcançar com o pó de serragem de antigamente.

Um aplicador de grama estática parte do princípio de que cargas elétricas diferentes se atraem. O funcionamento é bastante simples, aplica-se carga elétrica positiva na “grama estática” e negativa na superfície que receberá a grama. Ao aproximar a grama da superfície, ela que está carregada de energia estática positiva será atraída pela superfície, fazendo com que os flocos de grama voem em direção à base e fiquem na posição vertical, como se fossem realmente folhas de grama ou mato. Cola branca diluida e aplicada na superfície garante que a grama continue em pé e grudada à base após a aplicação.

Alguns problemas se apresentam de imediato quando se quer usar grama estática em nossos trabalhos: por enquanto só há fibras importadas e o aparelho aplicador (ou "Grassinator"), também importado, é caríssimo.

No próximo post vou mostrar como contornar este problema montando um Grassinator em casa (como aquele mostrado na primeira foto deste post), incluindo indicação de fornecedores dos componentes no Brasil e instruções detalhadas. A série também incluirá a indicação para um excelente tutorial de como montar um aplicador ainda mais simples, cortesia do modelista Lucas, da SprueMaster. E na seqüência, uma comparação entre esses 2 aplicadores, para você escolher qual o melhor para você. Para não perder esta série revolucionária, receba os boletins do Minitrem em seu Email, RSS ou Twitter.

9 comments:

Dário disse...

Olá Alex,
Acompanho seu blog já há algum tempo. Parabens pelo seu trabalho. Como ferromodelista iniciante, aguardo ansioso a continuação deste tutorial. Estou necessitando de grama estática em minha maquete. É muito mais realista que a serragem...
Veja também meu blog:
http://ferreo.blogspot.com/

Alex Leão disse...

Olá Dário, obrigado pelo comentário. Visitei seu blog, ele é muito bom, parabéns! Esta série de posts termina no sábado, então fique ligado para não perder nada.

Grande abraço.

Anônimo disse...

http://www.panzermodel.com/Forum/index.php?topic=26607.new#new

Anônimo disse...

não apaga comentários não - querer só flores sempre é mole, dificil aceitar criticas, mais de resto parabéns pelo blog

Alex Leão disse...

Oi Anônimo, comentários são apagados somente quando contém críticas improcedentes, colocados de forma deselegante (como quando alguém escreve TUDO EM CAIXA ALTA) ou não se identifica (anônimo). De mais elas são semre bem-vindas e você poderá encontrar inclusive algumas pelo site a fora.

Saudações e obrigado pelo parabéns.

Anônimo disse...

Oi !
Estou iniciando no ferreo, após 40 anos de plastimodelismo !
Como faço para adquirir este fabuloso graminator ? E a grama estática ?
Parabéns pelo seu lado cientista !
luizbussamra@uol.com.br

Alex Leão disse...

Olá Luiz, se você continuar a dando uma olhada pelas outras partes desse tutorial, verá como adquirir seu Grassinator. Dê uma olhada aqui:

http://www.minitrem.com/2010/06/grassinator-tabajara-como-fazer-o-seu_8047.html

Grande abraço e obrigado pela visita!

Janis Mario disse...

Muito criativo, parabens.
Vc usando tubo PVC 2pol, pode adaptar um ralo de banheiro, ele tem grelha metalica que pode ser trocada pela tela da peneira, encaixe bom.
Num chicote de acendedor de fogão os fios são bem flexiveis e são para alta tensão.
Antes de cortar a tela tente uma boa lixada de um lado em um ponto para ver se pega solda.
Ferro 40W ou + e solda best '189MSX10'.
Usando o mata mosca, lixando e esquentando bem a haste da peneira, TB deve pegar solda e fica embutido no cabo. Testar condutividade haste/tela, ohms, escala RX1.
Bração.

Alex Leão disse...

Boa, valeu!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails