24 junho 2010

Grassinator Tabajara: Como fazer o seu

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4

No post anterior mostrei como construir um aplicador caseiro de grama estática (Grassinator Tabajara) igual ao que usei na maquete da AMFEC. O grande problema daquele aplicador é a dificuldade em se encontrar seu principal componente, o ionizador, e também o custo total do projeto, que para muitos, ainda é alto: cerca de R$90,00.

Barateando o barato

Uma outra alternativa muuuito mais barata que ainda não testei mas que vem se tornando cada vez mais popular é o aplicador feito a partir daqueles mata-moscas elétricos. Eles têm um ionizador mais fraquinho: 2400V contra 14000V do ionizador que usei na AMFEC. Ficou preocupado com a voltagem? Calma! Embora a voltagem seja altíssima, a amperagem é muito baixa, insuficiente para causar danos ao homem. Mesmo assim, é sempre bom cautela ao se trabalhar com eletricidade. No caso do ionizador do mata-moscas, embora mais fraco que o ionizador que usei na AMFEC, ele parece ser o suficiente para aplicar grama estática em uma maquete. E o que é melhor: o custo total do projeto não passa de R$20,00!

Lucas Rizzi, autor do blog SprueMaster, foi gentil o bastante para entrar em contato e oferecer aos leitores do Minitrem a dica de seu excelente tutorial mostrando como construir um grassinator com mata-moscas. Veja o vídeo dele em ação:

E para aqueles que não tem tempo (ou paciência) de fazer um grassinator com mata-moscas, o Paulo Filho da EME está produzindo estes aplicadores ao preço de R$35,00. A principal diferença do aplicador do Paulo para o do Lucas Rizzi é que o do Paulo é mais apropriado para maquetes com superfícies inclinadas, já que o compartimento para a grama estática é fechado. No próximo (e último) post desta série, farei uma comparação entre este grassinator feito com mata moscas e o utilizado por mim na AMFEC, para tentar determinar em que situações um é melhor que o outro. Não perca: receba os boletins do Minitrem em seu Email, RSS ou Twitter.

Onde comprar a grama estática?

Existem vários produtores dessa grama estática para modelismo. No Brasil você encontra a da americana Woodland na Brasil Hobbies. Até a publicação do primeiro post eu achava que só haviam opções importadas para a fibra da grama estática. Ontem recebi um email do Fábio da Asgard Modelismo e Design (RJ), micro-produtor que está oferecendo grama estática ao mercado brasileiro. Recebi semana passada uma amostra e, assim que testar, coloco minhas impressões aqui no Minitrem.

2 comments:

Anônimo disse...

http://www.panzermodel.com/Forum/index.php?topic=26607.new#new

Christian Steagall-Condé disse...

Muito legal... incluindo o bom humor, também... ;)

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails